Xuxa doa 300mil sabonetes para combater o coronavírus

Xuxa doa sabonetes para combater o coronavírus
Xuxa doa sabonetes para combater o coronavírus. Foto: Reprodução/Twitter

Em meio a uma pandemia mundial, alguns famosos tem feito doações para combater o coronavírus. É o caso de Xuxa, que encomendou 5 caminhões com sabonetes de sua marca para distribuir gratuitamente. No total, 300mil unidades serão encaminhadas para as comunidades carentes de São Paulo e do Rio de Janeiro.

A apresentadora prestou contas de sua doação ao público. Ao longo da semana, um cantor sertanejo supostamente teria encaminhado 2,5 milhões de reais para combater o coronavírus, o que foi negado pela assessoria de imprensa do artista.

Ao anunciar o ato de solidariedade, Xuxa ainda deu uma alfinetada no presidente Jair Bolsonaro, que tem tomado medidas contra as recomendações dos órgãos de saúde para combater o coronavírus.

“Espero que vocês consigam seguir o que todo mundo tá pedindo , todo mundo não… A orientação mundial da saúde!”, refletiu a apresentadora.

Rede de solidariedade

Outras celebridades também tem se organizado para fazer doações em prol das comunidades do Rio de Janeiro. Jogadores de futebol tem lançado campanhas para arrecadar fundos às comunidades carentes. Não só itens de higiene para manter mãos limpas e evitar o contágio do coronavírus, como também itens de comida.

Milhões de trabalhadores informais tem visto sua renda ser suprimida pela falta de movimentação do mercado, causada pelo isolamento social recomendado pelas organizações de saúde. Sendo assim, o governo tenta criar iniciativas que ajude financeiramente populações vulneráveis. Contudo, tais incentivos ainda não chegaram e as necessidades por alimentos já começam a afligir populações carentes.

Coletivos das favelas se organizam diariamente para levar comida a quem mais precisa. Entre essas ações, Xuxa doar sabonetes para combater o coronavírus é um ato de humanidade no meio de uma guerra.

Recomendações de saúde

Enquanto ações como a de Xuxa tentam reparar os danos econômicos que a crise traz para os mais pobres, as autoridades de saúde recomendam isolamento. Em vários países, sair nas ruas já virou caso de polícia. O alto índice de transmissão faz do isolamento a melhor opção para que pessoas infectadas não saturem o sistema de saúde.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 

Fechar Menu