Secretária de Cultura, Regina Duarte cita campanha presidencial em mensagem

Regina Duarte cita campanha presidencial em mensagem
Regina Duarte cita campanha presidencial em mensagem. Foto: Reprodução/Instagram

Atualmente fora dos palcos devido o posto de Secretária Especial de Cultura, Regina Duarte cita campanha presidencial em mensagem ao público. A ação gera uma crise interna no órgão, que deve visar uma postura apartidária. 

No início do governo de Jair Bolsonaro, um ministro da Educação, Ricardo Vélez, caiu após ter a mesma atitude. Ele enviou a mensagem ‘Deus acima de tudo, Brasil acima de todos’ em ofício às escolas.

Em mensagem pública, a atriz comentou a atual crise do coronavírus. Ela endossa o discurso do presidente, de que os brasileiros não deveriam se preocupar com a doença como as autoridades de saúde alertam. A atriz ainda dá uma indireta sobre uma hipocrisia generalizada de quem está em casa, mas precisa dos serviços essenciais.  

“Você quer ficar em casa? Tá Ok! Mas vc exige um frentista e posto de combustível aberto pra vc sair com seu carro em qualquer emergência … Você quer ficar em casa? 
Mas vc exige o Mercado aberto com atendentes, senão sem alimentos você surta! 
Quer ficar em casa? Mas quer que o porteiro do seu prédio e o zelador estejam trabalhando!”, escreve. 

A atriz continua por uma longa lista de serviços que, na maioria das localidades, não deixaram de funcionar. Ao final do argumento, Regina Duarte cita campanha presidencial e finaliza seu discurso com o slogan do então candidato, com adjetivos trocados:  

“Isolamento social sim, 
mas pra grupos de risco, claro!
PRECAUÇÃO, SIM! 
CUIDADOS conscientes, SIM, 
de TODOS 
PARA TODOS!
Brasil acima de tudo, 
Deus acima de todos!”, 

Histórico polêmico

Regina já é a quarta pessoa a ocupar a secretaria especial de Cultura. O órgão do governo federal já passou pelas mãos de Henrique Pires, quem ficou oito meses no cargo. Ele deixou a subpasta depois de tomar conhecimento que o incentivo a filmes com temática LGBT tinha sido censurado.

Em seguida, Ricardo Braga assumiu para uma gestão curtíssima. Ficou apenas dois meses no posto. Assumiu, então, Roberto Alvim. Querido do presidente, foi exonerado após uma onda de críticas a um vídeo em que faz alusão ao Ministro da Propaganda Nazista, Joseph Göebbels.

Confira o texto em que Regina Duarte cita campanha presidencial

“Você quer ficar em casa? Tá Ok! Mas vc exige um frentista e posto de combustível aberto pra vc sair com seu carro em qualquer emergência … Você quer ficar em casa? 
Mas vc exige o Mercado aberto com atendentes, senão sem alimentos você surta! 
Quer ficar em casa? Mas quer que o porteiro do seu prédio e o zelador estejam trabalhando!

Quer ficar em casa? Mas precisa de dinheiro e quer o bancário de plantão no banco pra resolver seu problema! Quer ficar em casa? Mas tem motoristas e cobradores de ônibus trabalhando pra transportar quem precisa de transporte! 
Quer ficar em casa? 
Mas o farmacêutico e balconista tem que estar lá pra te servir, né!?
Quer comprar pão? Padaria aberta !!! Quer ficar em casa? 
Claro, mas Deus o livre 
se o caminhoneiro parar! 
Em casa sim, 
mas com a coleta de lixo
em dia pelos garis!
Quer ficar em casa?
A vida dos outros 
vale menos que a sua? 
Por quê? Porquê (sic) eles são obrigados a trabalhar pro seu conforto mesmo num momento de crise desse, 
e vc não?
Isolamento social sim, 
mas pra grupos de risco, claro!
*PRECAUÇÃO, SIM! 
CUIDADOS conscientes, SIM, 
de TODOS 
PARA TODOS!
Brasil acima de tudo, 
Deus acima de todos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 

Fechar Menu