Mariana Ximenes comenta assédio no meio artístico

Mariana Ximenes comenta relação com o feminismo durante entrevista em São Paulo às vésperas do Dia Internacional da Mulher.
Mariana Ximenes comenta relação com o feminismo

Em entrevista coletiva à imprensa, durante um evento em São Paulo em clima de dia Internacional da Luta pelos direitos da mulher, Mariana Ximenes comenta assédio no meio artístico e comenta a relação com o feminismo. A atriz é uma das principais referências quando se fala de quem abraça a causa das mulheres no mundo dos famosos. Mas, todo esse engajamento não surgiu do nada. A atriz afirmou que precisou estudar para poder falar com propriedade sobre o assunto.

“Eu tô muito ligada ao movimento desde o início. A gente tem um grupo… começamos a estudar sobre feminismo, então acionamos professoras até para que nos dessem aulas, como a Márcia Tiburi, a Fernanda Felisberto pra nos aprofundar nos estudos, … e aí eu comecei a ler muito livros, como da Chimamanda. Comecei uma pesquisa mesmo pra entender mais esse movimento dentro da gente”, declarou.

Atualmente, ela enxerga na busca dos direitos um caminho de envolvimento das próprias mulheres. Mariana comenta que o feminismo busca a força de cada uma.

“Eu acredito muito que unidas nós somos mais fortes. Estamos num momento de agregar e não ser agregado. Eu tô sempre atenta a esses movimentos e muito feliz de poder representar essas mulheres, representar todas as mulheres, de todas as áreas, classes sociais. A gente tem que falar sobre isso para que as pessoas tomem mais consciência!”, declara

Mariana Ximenes comenta assédio dos homens
Assédio sem cara

Mariana acredita que o fato de ser uma atriz reconhecida não faz dela uma exceção à regra. Por isso, também está sujeita a casos de assédio ou mesmo agressão. Durante a entrevista, ela lembra do escândalo de Harvey Weinstein. Em 2017, ele acusado de assédio e estupro por várias estrelas de Hollywood, como Angelina Jolie, Cara Delevigne, Gwyneth Paltrow, entre outras. Depois de todos os crimes, o produtor foi expulso do conselho do Oscar, se divorciou da mulher e foi demitido da própria empresa. Para a atriz, uma posição de respeito não impede que mulheres sofram assédio. 

“Gente vocês ouviram o caso do Harvey Weinstein com todas as mulheres? Produtor americano com todas as famosas? Por que que diminui? Por quê? Mulher e homem. Essa é a relação!”, define. 

No entanto, Mariana destaca que sempre foi cercada de pessoas que quisessem seu bem e podiam dar conselhos positivos em sua vida. Mesmo assim, ela reforça que as mulheres devem ter um padrão pessoal para analisar o que é positivo e o que não é.

“Eu acho que sempre me relacionei com pessoas que são muito abertas e muito conscientes, respeitosas. Tem horas que a gente precisa estar aberta ao ouvir, mas acima de tudo, tem que passar pelo seu crivo. Eu tenho ouvidos atentos. Tem um conselho bom, mas antes de tudo, você tem que passar pelo seu crivo!”, indica.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 

Fechar Menu