Justiça determina que Netflix retire especial do Porta dos Fundos do catálogo: ‘Para acalmar os ânimos”

Especial de Natal conta história de Jesus como se ele fosse gay

A sexta Câmara Cível do Rio de Janeiro determinou, em segunda instância, que a Netflix retire do ar o especial de Natal do Porta dos Fundos. O desembargador Benedicto Abicair foi o responsável por emitir a sentença, contrariando o que foi feito em primeira instância. 

A definição do juiz, emitida nesta quarta-feira (8), afirma que o melhor acatar o pedido do Centro Dom Bosco de Fé e Cultura para evitar mais alvoroço em torno do assunto. 

“Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida”, declarou o magistrado.

O  “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo” está no ar desde o final de dezembro. A obra conta a história de Jesus (Gregorio Duvivier) em seu aniversário de 30 anos. Ao voltar do deserto, ele é surpreendido com uma festa surpresa de aniversário e passa por várias situações constrangedoras enquanto tenta contar à família que é gay e que Orlando (Fábio Porchat), que o acompanhava, era seu namorado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 

Fechar Menu