Prior, Manu e Mari analisam colegas em jogo da discórdia

Brothers analisam colegas em Jogo da Discórdia
Brothers analisam colegas em Jogo da Discórdia Foto: Reprodução/Globoplay

Depois de uma formação de paredão tensa na noite do domingo (29), o famoso Jogo da Discórdia de uma trégua aos confinados. Assim que entrou no ar ao vivo, Tiago Leifert anunciou que até ele ficou impressionado com a energia negativa despejada entre os emparedados.

“Ontem foi um dia pesado. Eu sai daqui pesado, mesmo. Ontem não deu para se divertir. Ontem eu não me diverti aqui. Por isso, hoje a gente vai pegar leve com vocês!”, anunciou o apresentador.

“Prior, o que você acha que precisa mudar na Manu?”, perguntou Leifert.

“Algumas situações com relação às provas me incomodam. Ela poder participar e não valorizar, isso me incomoda. Se eu pego uma bolinha branca na prova do anjo, isso é ruim para mim. E ela tem o direito de participar, mas parece que ela não liga!”, relatou o arquiteto..

Em seguida, ele foi incentivado a falar sobre Mari González, que também está na berlinda:

“O que me incomoda na Mari, em determinado momento do jogo, ela estava querendo agradar todo mundo. Quando ela viu que corria risco, quis começar a jogar. Ela mesmo disse que em determinado momento, ela não estava aparecendo muito. Eu acho que ela mudou um pouco em relação a isso”.

O momento de Manu

Manu Gavassi foi a segunda a falar na versão leve do Jogo da Discórdia. Primeiro, Tiago questionou a sister com relação a Prior. A cantora, que já estava engasgada com o arquiteto, abriu a torneira e fez um verdadeiro discurso a respeito do colega de confinamento.

“Eu mudaria a maneira de ele se posicionar. A linha é muito tênue entre ser verdadeiro e faltar com educação e respeito. Ele sempre brinca que tem todos os adversários aqui e ele sempre fala sério. Eu acho que ele poderia jogar de uma maneira mais agradável. Por exemplo ontem. Eu nunca escondi que ele é meu aniversário, mas não poderia ter sido daquele jeito”, relatou.

Manu ainda lembrou que a relação dos dois começou a melhorar depois do quarto branco, que os dois dividiram no jogo.

“A gente teve oportunidade de conversar. Então, eu me abri para conversar com ele. Eu falava na cara dele que votava nele, mas sempre mantendo humor, com respeito. A gente se abriu para diversas conversas. A maneira como ele votou em mim, deixou o clima bem pesado ontem. Eu tive o respeito de conversar com ele antes de votar nele semana passada. Mas, ele foi bem agressivo na hora de se posicionar”, concluiu.

Ao falar da outra concorrente de confinamento, a cantora foi muito mais concisa:

“Apesar de ser uma menina que teve muitas trocas no começo no começo do jogo, eu tive dificuldade de entender qual a dela. Eu não sei se ela é uma menina muito da paz, muito na dela ou se ela tem medo de falar as coisas para não se comprometer”.

As respostas de Mari

Como as falas foram em ordem alfabética, Mari foi a última a ter o direito de se posicionar no Jogo da Discórdia. Coincidência ou não, ela repetiu basicamente os mesmos argumentos que Felipe usou sobre Manu e vice-versa. A influencer relatou a dificuldade de comunicação do paulistano ao falar com os colegas de confinamento

“A minha dificuldade com Felipe é de comunicação. Ele tem dificuldade de ouvir, é teimoso e não sai da bolha dele. Seria muito bom se ele pudesse ouvir mais”, analisou.

Em seguida, ela também citou o argumento de Prior para falar de Manu, o que deixou o discurso bastante vazio com relação aos colegas.

“Eu acho que a Manu precisa viver mais intensamente o jogo. Muitas vezes eu sinto que numa prova ela não se dedica completamente. Falta mais disso. Viver o jogo mesmo”, analisou a sister.

Advogadas de defesa

Num segundo momento do jogo da discórdia, os emparedados precisaram escolher alguém que os defenderia do paredão. Em vez dos trinta segundos para pedir a torcida do público, outra pessoa poderia fazer esse serviço.

Prior pediu para Flay defendê-la

Novamente em ordem alfabética, Prior foi o primeiro a ser defendido. Ele escolheu Flay para falar por ele, contrariando todas as expectativas.

“Eu vou escolher uma pessoa que tem uma visão de jogo parecida com a minha e a gente é bem parecido também. É a Flay!”, afirmou.

Então, Flay começou a falar sobre o colega e ressaltou a forma sincera de ele enxergar o jogo.

“Ele pode ficar, porque tem que ter o perfil jogador aqui. E ele tem esse perfil. Mas também, ele tem um coração enorme, que ele mesmo não exalta o coração que tem. A gente brigou a maior parte do programa, mas numa briga eu encontrei um olhar humilde imenso dele, no fundo do coração dele. Eu gritava e ele estava lá, humilde. Ele é muito sincero, muito verdadeiro; não tem medo de se comprometer e fala tudo o que ele pensa!”, afirmou a cantora paraibana.

Manu escolheu Rafa para ser sua advogada

“Vou falar sobre comprometimento com o jogo. Ela se compromete real. Ela se martiriza, ela se cobra quando sai de uma prova, sim. A Manu está muito dentro do jogo; até tentou resistir no começo, de querer viver isso aqui de uma forma mais leve. Mas, sim Manu está jogando. Tudo o que ela está é jogando!”.

Mari também pediu para Flay defendê-la

“Desde o começo, a gente se olhou, eu senti nela uma vibração muito verdadeira. Ela é muito parceira, mais parceira que eu. A Mari tem medo de machucar as pessoas. ela tem cuidado. É a minha prioridade aqui dentro e quero que esteja do meu lado até a gente chegar na final”, afirmou a cantora.

O discurso da cantora no Jogo da Discórdia deixou a influencer fitness incomodada. Logo que o programa ao vivo acabou, Mari foi tirar satisfação com Manu. Ela pediu explicações sobre o argumento da cantora, que relatou a passividade da sister a respeito do jogo. Manu disse que não era uma análise profunda.

Mari reclama de Flay
Mari reclama de Flay. Foto: Reprodução/Globoplay

“Eu penso isso, porque nós nem conversamos muito, nós não somos muito próximas. Então, eu não sei do seu jogo, eu não acompanho suas atitudes na casa. Então, a minha opinião é vaga, não tem nem o que falar.

Em seguida, a namorada de Jonas Sulzbach foi conversar com Flay, por causa da defesa da cantora. Ao mesmo tempo que não gostou do discurso de Manu, ela também não ficou nada satisfeita com relação a defesa da paraibana a respeito de sua permanência na casa.

“Era mais fácil eu me defender do que você. Eu escolhi você para me defender e você me solta ‘parceira’, diz que quer ir comigo até o final. Isso não defender, é dar sua opinião. Sobre o Prior você falou um monte. De mim, não falou nada. E eu estou com você há muito mais tempo”, apontou. 

Flay, então, se defendeu: “Eu estava falando com o Prior sobre isso agora pouco. O que tinha para falar dele, eu estava falando, já estava na cabeça”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 

Fechar Menu